PERFIL

A carreira farmacêutica especializada em oncologia é bastante valorizada no mercado e permite ao profissional atuar em hospitais filantrópicos, públicos e privados.

Devido à complexidade dos procedimentos envolvidos nesta carreira, a maioria das oportunidades profissionais estão em cidades de médio e grande portes, que possuem estrutura hospitalar capaz de receber pacientes acometido pelos mais diversos tipos de câncer.

Ser especialista em farmácia oncológica exige que o profissional tenha um perfil multidisciplinar, com conhecimentos básicos de administração e habilidade para coordenação e liderança. É imprescindível possuir competência para implantação da farmácia clínica e programas de atenção farmacêutica. É importante ressaltar que todo serviço de alta complexidade no tratamento do câncer, cadastrado pelo Sistema Único de Saúde (SUS), deve contar com um farmacêutico para a realização de manipulação de quimioterápicos.


O que faz

Em hospitais:

– Faz parte da equipe multiprofissional que assiste os pacientes oncológicos;

– Normatiza, desenvolve ou instaura procedimentos de recebimento, armazenamento, conservação e transporte de insumos farmacêuticos e medicamentos;

– É responsável pela garantia de qualidade e pelo controle de qualidade;

– Avalia a prescrição médica, quanto à dose e à via de administração;

– Elabora manuais para padronização de procedimentos técnicos;

– Analisa os cálculos realizados para se chegar à dose escolhida;

– Analisa os diluentes e embalagens escolhidos para determinado medicamento, quanto à compatibilidade química e física;

– É responsável pela obtenção e pelo controle de qualidade de insumos farmacêuticos e medicamentos;

– Manipula e prepara os medicamentos para serem administrados aos pacientes;

– Atua como responsável pela farmácia clínica, voltada para a oncologia;

– Gerencia o descarte de resíduos de risco;

– Coordena a organização da área física, contemplando os EPIs e EPCs;

– É responsável pela notificação e registro de acidentes, sejam eles pessoais ou ambientais;

– É responsável pela garantia de qualidade e controle de qualidade;

– Estabelece e aplica técnicas de biossegurança;

– Constitui tratamento paliativo em pacientes oncológicos;

– É responsável pelo registro de horas de exposição, devido à manipulação de medicamentos antineoplásicos;

– Realiza treinamento para os farmacêuticos e auxiliares que atuam no estabelecimento;

– Garante o uso racional de opióides;

– Faz parte das diferentes comissões hospitalares, em que este profissional é imprescindível, como por exemplo, as comissões: Farmácia e Terapêutica, Infecção Hospitalar e Biossegurança;

– Prepara radiofármacos; – Realiza atenção farmacêutica;


Onde atua

– Farmácias hospitalares de hospitais públicos;

– Farmácias hospitalares de hospitais privados;

– Farmácias hospitalares de hospitais filantrópicos.

Faixa salarial

De R$ 1.800,00 a R$ 12.000,00

Como se preparar

O curso de graduação em Farmácia é imprescindível para profissionais que desejam seguir carreira em farmácia oncológica. Especialização em farmácia hospitalar ou assistência farmacêutica é muito importante para quem pretende se destacar na profissão. Existe também a opção de cursar uma pós-graduação em farmácia clínica.


Neste novo ano de 2020, na cidade de Palmas-TO em parceria com o Conselho Regional de Farmácia do Tocantins, o Instituto IETO disponibilizará para você curso presencial de PÓS-GRADUAÇÃO em Farmácia Clínica em Oncologia com um quadro exclusivo de professores renomados mestres e doutores.

Deixe seu Comentário